terça-feira, 10 de dezembro de 2019

3 perguntas que seu marketing tem que responder

2019 está acabando, está chegando a hora de pensar no que mudar ou melhorar no seu plano de marketing para 2020. Nossa sugestão para orientar seu planejamento é centrá-lo em torno de 3 perguntas e quais seriam as estratégias, ações e comunicação necessárias para respondê-las:

1) O que fazer para conseguir que meu público alvo saiba que minha empresa é um possível fornecedor do que ele quer/precisa?

O passo zero de qualquer plano de marketing é reconhecer que no mundão lá fora há milhões de pessoas e empresas que não compram de você porque nem sabem que você existe.  Ou até já souberam um dia, mas não se lembram de você no momento de necessidade. Qual é a estratégia, ações e comunicação para atingir essas pessoas e elas considerarem sua empresa como um possível fornecedor?

2) Dado que o possível comprador sabe  que eu sou um possível fornecedor, como convencê-lo que meu produto ou serviço é o melhor?

O segundo passo de qualquer plano de marketing, dado que o possível cliente já sabe que você existe e vende o que ele está procurando, é convencê-lo que seu produto ou serviço é o que melhor atende o que ele precisa - ou tem melhor preço, e/ou tem melhores características técnicas, e/ou tem melhores características imateriais/emocionais (status, imagem, tradição), e/ou tem melhor prazo e/ou condições de entrega, etc. Qual é a estratégia, ações e comunicação para convencer as pessoas que seu produto ou serviço é o melhor para as necessidades delas?

3) Dado que a maioria das vendas não acontecem em um primeiro contato, como dar um empurrãozinho final nos interessados?

Excetuando-se itens de muito baixo valor, com um café ou um chiclete, na maioria das vezes um comprador  e mais ainda um comprador empresarial, não fecha o negócio a primeira vez que vê o produto ou o serviço. Faz parte da natureza humana um pouco de hesitação e incerteza, dar uma olhada em concorrentes, "namorar" um pouco a possível compra e daí bater o martelo. Qual a estratégia, ações e comunicação para converter esses interessados em compradores?

Um plano razoável
Essas 3 perguntas podem ser um boa linha guia para botar no papel um plano de marketing que otimize custos e esforços enquanto maximiza o retorno. Da nossa experiência, o mínimo que um plano desse costuma conter é: 1) anúncios, para que o público pelo menos saiba ou lembre que você tem o que ele precisa e daí entre em contato 2) um belo site, para convencer quem entrar em contato que é você quem deve levar esse pedido e 3) ações de remarketing para tentar retomar o cliente caso o primeiro contato não seja suficiente para ele se decidir.

Claro que cada empresa e cada mercado é diferente e muitos outros itens podem ser acrescentados ao  que citamos, como por exemplo para atrair novos clientes um blog, um canal de vídeos no YouTube, presença nas redes sociais ou participação em feiras e eventos setoriais. Para convencê-los treinamento dos vendedores, demonstrações, degustações e test-drives. Para "remarketeá-los" 😃 e-mail de retorno, anúncios direcionados e ligações de um vendedor. No marketing o céu é o limite.

Para fechar este post cabem aqui duas palavras de caução também advindas da nossa experiência: 1) Um plano razoável hoje é melhor que um perfeito o mês que vem. O mercado não espera. Cada dia que passa os clientes estão comprando e os seus concorrentes estão vendendo e 2) Se o limite do marketing é o céu, o do seu orçamento e do seu tempo é bem mais baixo. É preferível se focar em 1 ou 2 itens bem feitos para cada pergunta - para cada fase da venda - do que diluir os esforços em muitas ações.




Nenhum comentário:

Postar um comentário