quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Tecnologia para incentivar religião nos mais jovens: o rosário eletrônico

e-rosary
Visando incentivar a geração mais jovem e ligada em tecnologia a rezar, a Igreja Católica lançou um rosário eletrônico o e-rosary. Desde o começo da religião os cristãos tem o costume de recitar repetidamente orações, usando um colar de contas para auxiliar na contagem de quantas vezes cada oração foi dita. Hoje a versão mais comum dessa prática é o Rosário, uma série de orações que compõe simbolicamente uma coroa de rosas - um rosário - para a Virgem Maria.

rosário - "terço"
tradicional
O conjunto das orações seriadas em homenagem à Maria é chamado Rosário (em maiúscula) e o objeto de apoio - o colar de contas - também é chamado de rosário (em minúscula). O Rosário clássico é composto de 150 Ave Marias intercaladas de um Pai Nosso a cada 10. Como um colar com 150 contas ficaria muito longo, o rosário usualmente contém só 50 contas (intercaladas a cada 10 por uma diferente) e é dito 3 vezes na sequência. Por isso no Brasil é mais popularmente chamado de terço (ao se rezar uma vez as contas se rezou um terço de um Rosário completo).

O novo rosário eletrônico - o e-rosary - lançado agora, pretende ser uma versão século 21 do tradicional objeto. Pode ser usado como um bracelete ou portado no bolso ou na bolsa e é composto de 10 contas e uma cruz que funciona para armazenar dados - é chamada de smart-cross. Um extra do produto é que seu sensor de movimento permite que ele seja acionado pelo usuário ao fazer o sinal da cruz com ele no pulso ou na mão.

e-rosary também se conecta a um aplicativo de celular chamado Click to Pray (Clique para Rezar), que não só ensina a rezar 3 formas tradicionais diferentes do Rosário - padrão, contemplativa ou temática - como também auxilia no seu uso, monitorando e armazenando todo o programa de orações da pessoa ao longo do tempo.

e-rosary na sua base e celular com o aplicativo Click to Pray


O rosário eletrônico vem se juntar a uma série de iniciativas tecnológicas da Igreja, como uma conta no Instagram para o Papa e o envio de mensagens diárias por Telegram - contendo versículos do evangelho -, durante toda a quaresma. Desde 2008 quando lançou seu primeiro aplicativo para o iPhone, o Vaticano vem fazendo este movimento de aproximação com as tecnologias digitais.

Para saber mais, o site do e-rosary é https://erosary.clicktoprayerosary.org/en-it/index.html?v=9

Gostou do post?
Compartilhe! ↓ →

sábado, 12 de outubro de 2019

5 pilares do marketing na Internet (que sua empresa tem que ter)

Há muitos jeitos de se fazer marketing na Internet, mas ao longo dos anos nós aprendemos que há pelo menos 5 itens fundamentais - pilares - que as empresas bem sucedidas tem, no que diz respeito a marketing digital:

1) UM PLANO
A essa altura do século 21, todas as empresas sabem que a Internet pode ajudá-las. Porém, para organizar os esforços e ajustar as expectativas é preciso estabelecer por escrito o como, o quando, e o quanto. Um plano.

- Porque: Se você não sabe onde quer chegar todos os caminhos são ruins.
- Erro mais comum: Tentar fazer muitas atividades ao invés de focar em algumas poucas bem feitas e coordenadas entre si.
- Tem que ser dito: É melhor um bom plano executado já do que um plano perfeito deixado para depois.

2) UM ORÇAMENTO ANUAL
Marketing é uma atividade regular, é preciso pedalar o tempo inteiro ou a bicicleta - a atenção que seu mercado presta em você - cai. E atividade regular implica programar desembolsos regulares de dinheiro, normalmente mensais, para acontecer ao longo do ano.

- Porque: garante os meios concretos para executar o plano, especialmente no médio e longo prazos.
- Erro mais comum: tentar ir aprovando a verba a cada ação ou cada mês.
- Tem que ser dito: Um orçamento não é uma das tábuas da lei, pode ser alterado ou até cancelado, mas as pessoas e organizações trabalham muito melhor se tiveram parâmetros pré-estabelecidos e aceitos por todos.

_____________________
Um bom plano executado vigorosamente agora é melhor do que um plano perfeito executado na semana que vem.
General George S. Patton *
_____________________



3) UMA EQUIPE OU UMA AGÊNCIA
Tem que haver alguém responsável pela execução do plano de marketing digital, de quem a empresa possa cobrar o andamento e discutir possíveis ajustes.

- Porque: Se você quer que alguma coisa aconteça regular e consistentemente, alguém tem que ter medo de perder o emprego (ou o contrato) se ela não acontecer.
- Erro mais comum:
nomear para tocar o marketing digital alguém que tenha simultaneamente outra atividade importante para a empresa. A pessoa já sai de começo com um motivo para atrasar o plano - tinha que fazer a outra atividade.
- Tem que ser dito: Muitas empresas não tem verba para contratar uma pessoa exclusiva para marketing na Internet e muito menos uma equipe. Tudo bem, desde de que se contrate uma agência. Um plano e um orçamento precisam de alguém especializado e focado para fazer acontecer.

4) UM SITE BOM E NOVO
Algumas empresas fazem marketing digital de um jeito, outras fazem de outro, mas nunca vimos dar certo sem pelo menos um site muito bom. E novo, porque um bom site de 2 anos atrás hoje já pode parecer meio caído ou ultrapassado.

- Porque: Em um primeiro contato, tudo que um possível futuro cliente tem para julgar sua empresa é o que ele está vendo no seu site. Ele não tem como adivinhar ou supor nada.
- Erro mais comum: Se iludir que para alguns ramos de negócio, ou que para sua empresa em particular, os clientes e potenciais não olham site e não tiram conclusões a partir do que veem ali.
- Tem que ser dito: O site é o centro do marketing digital que qualquer empresa. É onde você pode conversar com calma, sem a cacofonia e as atrações paralelas das redes sociais.

5) ANÚNCIOS
Todo mundo gosta de histórias de sucesso espontâneo na Internet.  É o menino que gravava vídeos com o celular no quarto de dormir e hoje é um influencer com milhões de seguidores, é a pintora que começou postar fotos do seus quadros no Facebook e hoje é famosa no mundo, o sitezinho de e-commerce que no boca-a-boca virou uma potência e por aí vai... A parte pouco mencionada é que maioria destas histórias começou a 5 ou 10 anos atrás, quando a competição por atenção era muito menor. E que dos milhões que tentam, uma fração ínfima consegue. Sendo realista, na Internet congestionada de hoje, se você quiser ser visto de forma consistente tem que pagar anúncios.

- Porque: Para crescer todo negócio precisa de um fluxo regular de novos clientes - pessoas que não sabiam que seu negócio existia, não lembravam dele ou não o estavam considerando.   
- Erro mais comum: Cair no conto do SEO. Acreditar naquele cara que prometeu que vai colocar seu site na primeira posição do Google em todas as pesquisas. **
- Tem que ser dito: É dureza. Você investiu em um site bacana e agora tem que investir mais para as pessoas virem vê-lo? É exatamente isso. Ninguém disse que ia ser fácil...

* O general Patton foi um dos líderes da retomada da Europa na 2ª Guerra Mundial.
** SEO / Search Engine Optimization - otimizar seu site para ser achado por que está pesquisando no Google - ajuda, mas não faz milagre. Se você quiser saber mais sobre esse assunto veja nosso post O que é SEO - Search Engine Optimization

Gostou do post?
Compartilhe! ↓ →