quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

7 dicas de marketing de conteúdo

Publicar regularmente conteúdo educativo e informativo - dicas, tutoriais, casos de sucesso, etc. - no seu site ou blog é uma das formas de marketing de melhor custo/benefício. Veja 7 cuidados que podem ajudar nessa estratégia de marketing de conteúdo:

1 - Estabeleça uma buyer persona
Lembre-se que o que você publica no seu site, blog ou redes sociais não é para você ou para outras pessoas da sua empresa, é para seu público alvo, os seus possíveis clientes. Vale então uma reflexão para nortear seu planejamento do conteúdo: Quem é esta pessoa que eu quero que veja meu conteúdo? O que ela gostaria de ver? O que eu / minha empresa gostaríamos que essa pessoa visse?

É preciso não cair na tentação de achar que seu público alvo é todo mundo. Claro, você gostaria que toda a humanidade e mais um pouco comprasse de você, mas aqui é preciso honestidade e humildade para focar a comunicação no seu público típico, o que orienta a criação, mas necessariamente vai deixar alguém de fora. 

2 - Adote um calendário de publicação 
Os humanos são criaturas de habito. E se acostumam especialmente rápido com o que os agrada, com o que gostam. Então, para o caso de um possível cliente achar algum conteúdo seu na Internet e gostar, eu tenho boas e más notícias para você. As boas são que ele pode voltar para mais. As más, são que ele pode voltar para mais... 

É trabalhoso, mas é preciso criar um fluxo contínuo de novas peças para que, ao voltar, a pessoa encontre outra coisa que goste e depois outra e assim por diante, o que com o tempo pode conduzir à venda. Se a pessoa voltar à presença digital da sua empresa e não encontrar lá conteúdo novo, ou se ele for de baixa qualidade, a chance dela não voltar mais (levando embora uma possível futura venda) é grande.

3 - Evite conteúdo muito vendedor
Eu sei. Você precisa vender logo. Se sócio, preocupado com as contas (e o insaciável fisco) que não esperam. Se executivo, preocupado com bater a cota, porque o chefe também não espera. Debaixo desse stress, você pode sentir que todo esse conteúdo educativo e informativo publicado no seu site não está pressionando o suficiente para o pedido sair logo.

E não está mesmo. O marketing de conteúdo cria relacionamentos, confiança e conhecimento. Prepara o terreno. A venda propriamente dita é feita por outras formas de marketing ou vendas. Uma tentação a ser evitada no marketing de conteúdo é espantar, com um malho comercial muito óbvio, o cliente que veio até ele procurando se informar. 

4 - Pense nas diferentes fases da venda
Para convencer alguém a comprar, especialmente produtos ou serviços de valor mais alto ou de ciclo de venda mais longo, geralmente são necessário vários contatos do possível cliente com seu conteúdo, ao longo da jornada entre ele nem saber que você existe e bater o martelo: o funil de vendas.

Os interesses e curiosidades de cada cliente, a cada visita dessas, são diferentes. Depende se é um primeiro contato, uma primeira pesquisa, ou se é um cliente mais informado a respeito da sua empresa, produtos e serviços, mais perto de uma possível decisão. Então produza  conteúdos mais introdutórios, mais de apresentação, intercalados com outros mais detalhados ou técnicos.

5 - Não copie e cole
Produzir conteúdo de qualidade regularmente dá trabalho. Some-se a isso as outras atividades de marketing e preocupações da vida, às vezes pode dar a tentação de cortar caminho, aproveitar conteúdo que você mesmo publicou no passado, ou pior, que outras empresas publicaram. Copia-se um pouquinho daqui outro pouquinho dali e pronto. Conteúdo novo sem muita trabalheira.

Essa prática, além de imoral e poder ser ilegal (por questões de copyright) é contraproducente porque o visitante frequente, ou mais interessado naquele assunto, pode perceber o plágio (justamente o tipo de visitante que é bom agradar). Além disso, o Google penaliza conteúdo repetido, rebaixando-o nas respostas à pesquisas. Esqueça o copy-and-paste. Vale a canseira, crie conteúdo original. 

6 - Capriche nas imagens
Embora o convencimento de um artigo ou post (como este que você está lendo agora) seja feito pelo texto, o que costuma atrair a atenção primeiro, especialmente de quem está só "passeando" pela Internet, é a imagem, uma boa foto. E, é claro, você precisa que haja esse primeiro interesse para a pessoa querer ver o resto.

Uma das melhores maneiras de se ter boas fotos para ilustrar conteúdo é fotografar, não comprar fotos prontas. Fotografando você tem muito melhor controle da mensagem, e da qualidade. Mas caso fotografar seja caro ou muito complexo para alguns de seus conteúdos, não se iniba de recorrer a bancos de imagens. Só tenha cuidado com o possível irrealismo, em particular com imagens de bancos internacionais, onde os biotipos, paisagens e decoração, e até mesmo as metáforas podem fugir muito das brasileiras.

7 - Facilite o compartilhamento
Uma das vantagens do marketing de conteúdo na Internet é que com qualidade (e um pouco de sorte) as pessoas podem compartilhar seu conteúdo com amigos delas, multiplicando o alcance da sua mensagem. O "pouco de sorte" fica por conta de que ninguém pode garantir que um determinado conteúdo vai ser muito compartilhado na Internet, não dá para fabricar um conteúdo viral na marra.

O que dá para fazer porém, é facilitar o compartilhamento acontecer, destacando os botões de compartilhamento em algum ponto do próprio conteúdo ou da página e também solicitar que o visitante o compartilhe. Não custa pedir...

Gostou do post?
Compartilhe! ↓ →