quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Tecnologia para incentivar religião nos mais jovens: o rosário eletrônico

e-rosary
Visando incentivar a geração mais jovem e ligada em tecnologia a rezar, a Igreja Católica lançou um rosário eletrônico o e-rosary. Desde o começo da religião os cristãos tem o costume de recitar repetidamente orações, usando um colar de contas para auxiliar na contagem de quantas vezes cada oração foi dita. Hoje a versão mais comum dessa prática é o Rosário, uma série de orações que compõe simbolicamente uma coroa de rosas - um rosário - para a Virgem Maria.

rosário - "terço"
tradicional
O conjunto das orações seriadas em homenagem à Maria é chamado Rosário (em maiúscula) e o objeto de apoio - o colar de contas - também é chamado de rosário (em minúscula). O Rosário clássico é composto de 150 Ave Marias intercaladas de um Pai Nosso a cada 10. Como um colar com 150 contas ficaria muito longo, o rosário usualmente contém só 50 contas (intercaladas a cada 10 por uma diferente) e é dito 3 vezes na sequência. Por isso no Brasil é mais popularmente chamado de terço (ao se rezar uma vez as contas se rezou um terço de um Rosário completo).

O novo rosário eletrônico - o e-rosary - lançado agora, pretende ser uma versão século 21 do tradicional objeto. Pode ser usado como um bracelete ou portado no bolso ou na bolsa e é composto de 10 contas e uma cruz que funciona para armazenar dados - é chamada de smart-cross. Um extra do produto é que seu sensor de movimento permite que ele seja acionado pelo usuário ao fazer o sinal da cruz com ele no pulso ou na mão.

e-rosary também se conecta a um aplicativo de celular chamado Click to Pray (Clique para Rezar), que não só ensina a rezar 3 formas tradicionais diferentes do Rosário - padrão, contemplativa ou temática - como também auxilia no seu uso, monitorando e armazenando todo o programa de orações da pessoa ao longo do tempo.

e-rosary na sua base e celular com o aplicativo Click to Pray


O rosário eletrônico vem se juntar a uma série de iniciativas tecnológicas da Igreja, como uma conta no Instagram para o Papa e o envio de mensagens diárias por Telegram - contendo versículos do evangelho -, durante toda a quaresma. Desde 2008 quando lançou seu primeiro aplicativo para o iPhone, o Vaticano vem fazendo este movimento de aproximação com as tecnologias digitais.

Para saber mais, o site do e-rosary é https://erosary.clicktoprayerosary.org/en-it/index.html?v=9

Gostou do post?
Compartilhe! ↓ →