segunda-feira, 26 de novembro de 2018

7 dicas para o marketing de médicos, dentistas e clínicas na Internet

As profissões médicas tem características muito especiais, de dedicação à ciência e ao paciente, de sacrifício pessoal em horas incontáveis de estudo e trabalho, mas tem um lado em comum com outras atividades do mundo moderno: não basta ser competente e ético. É necessário investir algum tempo e dinheiro em conversar com o público.

Na nossa opinião, médicos, dentistas, clínicas e hospitais, além do seu trabalho primário precisam ter uma preocupação com comunicação de marketing, visando conseguir novos pacientes, conversar com os atuais e seus familiares, conversar com os planos de saúde e até realizar serviços de utilidade pública. E a internet é a plataforma de melhor custo / benefício para isso.

Então aqui vão nossas 7 dicas de comunicação de marketing na Internet para médicos, dentistas e clínicas:

1) Invista em um bom site. Após escolher alguns candidatos a atendê-lo no site do plano de saúde ou depois de ter recebido uma recomendação de um amigo ou familiar, o paciente quase certamente vai dar uma olhada no nome daquele médico, dentista ou da clínica na Internet, antes de marcar uma consulta ou procedimento. Hoje em dia, todo mundo tem um celular na mão e é natural, quase automático, pesquisar. Nessa hora, um site bem feito pode ser a melhor apresentação. Já um site mal feito pode afugentar, mesmo que o profissional ou a clínica sejam excelentes. Ah, mas se eu optar por não ter site? Aí prezado médico, ou você não vai ser encontrado, ou se for, vai ser em sites de terceiros, vai deixar outros contarem a sua história, seus valores e sua competência. Melhor você assumir esse controle.

2) Fuja das propostas de site “faça você mesmo”. Existem na Internet uma série de serviços para você mesmo montar seu site, a partir de peças pré-prontas. Esses sites ficam com uma aparência “pré-fabricada”, que pode funcionar para negócios pequenos ou muito genéricos. No entanto, podem não transmitir a confiança que uma pessoa precisa para depositar sua saúde, ou até sua vida, na mão de um profissional da área médica. Além disso, fazer o conteúdo do site - textos, fotos, vídeos - funcionar na Internet - ser relevante para o as pesquisas do Google ao mesmo tempo que é convincente para seu público alvo - é tarefa especializada.

3) Desconfie de propostas de site muito baratas. Uma oferta de site barata pode esconder profissionais de Internet muito jovens, inexperientes ou sem formação adequada, o que pode resultar em sites entregues fora do prazo (ou nunca entregues), sites que vão apresentar problemas técnicos depois de prontos e, principalmente, sites que não tenham conteúdo dentro da qualidade e ética que a área médica exige.

4) Avalie a necessidade de renovação do site anualmente. Na Internet, o design e os recursos de interação avançam muito rápido e um site que era bonito há dois anos atrás pode parecer pobrinho e meio tosco hoje em dia. Todo site precisa ser reavaliado anualmente, para se verificar a necessidade de alguma atualização, reforma ou reconstrução.

5) Tenha extremo cuidado com as redes sociais.  Comentários, postagens paralelas, anúncios e outras interferências podem facilmente fugir do controle nas redes sociais. É preciso avaliar com muito cuidado se necessária presença em cada rede social e, se for acontecer, saber que ela terá que ser monitorada: tem que ter uma pessoa ou equipe cuidando o tempo inteiro. Por exemplo, um reclamação de um familiar de paciente,  mesmo que injustificada ou indevida, se ficar não respondida por alguns dias no Facebook pode ser vista por milhares de pessoas e provocar um estrago na reputação. Não se engane que além da sua rotina corrida de médico ou empresário você vai dar conta de ficar respondendo dezenas ou até centenas de posts em redes sociais. Se não quiser ou não puder investir em pessoa / equipe de monitoração, é melhor não ter perfil profissional nessas redes.

6) Publique regularmente artigos no site. A publicação regular de artigos de divulgação científica, saúde pública ou cuidados preventivos de saúde em um site de médico, dentista ou clínica pode ajudar em pelo menos 2 frentes: a) facilitar o site ser encontrado por pessoas pesquisando assuntos correlatos no Google, e assim apresentar os profissionais e a estrutura para as pessoas fora da hora de preocupação e necessidade (e também nelas),  e b) transmitir uma imagem de conhecimento, atualização e preocupação com as pessoas e a sociedade. Dada a vida corrida do médico ou dentista para ele mesmo escrever todos esses artigos, uma boa agência de conteúdo pode ajudar nessa hora.

7) Avalie publicar regularmente vídeos no site.  Os mesmos efeitos positivos da publicação regular de artigos no site podem ser potencializados com vídeos dos profissionais médicos, falando sobre diversos assuntos. As vantagens de vídeo são que as pessoas tendem mais a assistir vídeos do que ler textos mais longos e o vídeo pode ajudar a estabelecer uma relação de confiança pessoal, com o profissional médico que aparece no vídeo. No entanto é necessária alguma avaliação preliminar, porque os custos de produção de vídeo podem ser bem maiores e nem todo mundo se sente seguro na frente das câmeras.De novo, essa também é uma hora que uma boa agência de conteúdo pode ajudar a avaliar a presença em vídeo dos profissionais, sugerir assuntos e roteiros e produzir os vídeos.

Se você é médico, dentista ou proprietário de uma clínica e gostaria de saber mais sobre como o marketing digital pode ajudar sua prática chame a Vendere e converse sem compromisso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário